Julho 21, 2024

Fotos: Rede Social

As vítimas da conhecida “Linha Chilena”, continua crescendo em vários lugares no Brasil.

Foto: Reprodução/Rede Social

Uma linha quase invisível que as vezes não são percebidas, e quando as vítimas se separam, já é tarde demais, os resultados são, vários procedimentos cirúrgicos e a marca da cicatriz.

Foto: Reprodução/ Rede Social

Entre as vítimas, as principais são os motoqueiros.

Um advogado e motociclista, de 52 anos, foi atingido por uma linha cortante de pipa enquanto trafegava de moto na Rodovia Luiz de Queiroz, em Americana/SP, em 4 de julho deste ano.

A vítima se feriu ao tentar atravessar a pista com a esposa na garupa.

O capacete e a viseira não impediram o acidente. Após o ferimento, o motociclista dirigiu mesmo ferido até o hospital municipal da cidade.

O homem levou quarenta pontos no rosto próximo ao supercílios devido ao corte que sofreu.

Foto: Reprodução/Rede Social

A venda e uso da linha com cerol são considerados crimes e proibidos por Lei. O uso do cerol, linha chilena ou quaisquer outro tipo de linha cortante também é considerado crime penal capitulado nos artigos 129, 132 e 278 do Código Penal Brasileiro, além do artigo 37 da Lei das Contravenções Penais.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *