De olho nas eleições: SFTV entrevista a pré-candidata a deputada estadual Klau Alexim

0
320

Fotos: SFTV

As opiniões expressadas nesta entrevista não constituem em propostas políticas e nem de campanha, são apenas opinião pessoal.   

A pré-candidata a deputada estadual Klau dos Santos Alexim tem 35 anos e reside na cidade de São Francisco de Itabapoana desde que nasceu. De uma família muito conhecida no município e com histórico político, a família Alexim, ela nunca teve envolvimento com política. No ano de 2020, no entanto, após necessitar utilizar o serviço de saúde e se frustrar, não recebendo o que esperava, Klau começou a travar lutas em prol de vidas, seguindo até hoje com atuação nas redes sociais e no ativismo político-social. É formada em Ciências Biológicas e está concluindo a faculdade de Estética e Cosméticos, sendo ainda pós-graduada em Biomedicina Estética, área em que atua.

Fazendo uma análise sobre a situação do município, identifica vários pontos que requer uma atenção maior, começando pela educação. Segundo Klau, existem projetos que até estão sendo colocados em execução, mas que o povo precisa de um pouco mais. Como exemplo, cita o reconhecimento a acadêmicos e profissionais de nível superior, com uma bolsa de incentivo ou mestrado e doutorado.”Precisa também que haja aperfeiçoamento dos estudantes do município, através de gincanas, atividades extracurriculares, pois tudo isso estimula o aluno a estudar. É necessário valorização e assistência mais assídua para a educação”, diz.

No segundo ponto de análise vem a saúde. Klau relata que em seu ponto de vista a saúde em São Francisco do Itabapoana precisa, por exemplo, de uma Ouvidoria para que os cidadãos possam ter a possibilidade de expor suas queixas ao poder público. “A população precisa ser escutada e também há a necessidade de oferecer aos profissionais capacitação, passando por programas de reciclagem, onde podem ser feitas avaliações, além de analisar a carência desses profissionais”, frisou.

Questionada sobre o turismo citou: “Somos ricos em potencial turístico, com várias praias, manguezais, restingas… Um ecossistema variado dentro de um só município. Valorizo muito essa questão do turismo, e se faz necessário explorar melhor todos esses pontos turísticos a partir da elaboração de projetos com embasamento técnico, trazendo de volta o valor do turismo local, já que possuímos uma gama de possibilidade para fazer esse segmento acontecer. Sobre segurança pública, Klau esclarece seus pensamentos e ideias destacando que é um tema bastante questionado no município e em todo estado do Rio de Janeiro. Em sua opinião, é de suma importância que haja um trabalho no município integrado entre polícias Civil, Militar e também Guarda Civil Municipal. “Seria importante essa atuação conjunta, beneficiando sempre a população. Também é necessária a valorização dos guardas municipais, que recebem baixo salário. Esses profissionais precisam ser reconhecidos até mesmo para não terem a necessidade de se envolverem em outras atividades, assim o município vai ter uma segurança pública mais efetiva”, frisou. Em relação a outro ponto importante, o Transporte, Klau esclarece que atualmente em São Francisco existem os permissionários, porém, não tem empresa de ônibus ativa dentro do município. Na sua opinião, é  preciso que haja até mesmo uma parceria com a cidade de Campos dos Goytacazes, já que muitas pessoas de São Francisco de Itabapoana frequentam a cidade vizinha por questões de carências. “É importante a contratação de uma empresa de ônibus, fazendo linha para as localidades das extremidades do município de Barra do Itabapoana para Campos e de Gargaú para Campos, com horários determinados. Também é preciso priorizar os locais de difícil acesso ao transporte, como Guarixima e Lagoa Feia, que são locais onde o transporte não é priorizado e precisa que seja implantada uma fiscalização para que os horários estejam sempre adequados”, pontuou.

Finalizando a entrevista, Klau relatou que sua vontade de ser pré-candidata veio de um problema que aconteceu com ela. Então nasceu o desejo de fiscalizar os sistemas públicos, as gestões públicas municipais, uma atuação com desejo em elaborar projetos tanto a nível municipal, quanto a nível macro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui