O Tenista número 1 do Mundo Djokovic perde batalha judicial contra a Austrália por não querer ser vacinado e será deportado

0
174

Imagens Rede social

O Tribunal Federal Australiano rejeitou neste domingo (16) o recurso de Novak Djokovic contra a sua deportação, ordenada pelo governo, que considera que o número um do mundo representa um “risco para a saúde do país” por não ter sido vacinado contra a Covid-19.

A decisão, tomada por unanimidade por três juízes, acaba definitivamente com as esperanças do sérvio de 34 anos de conquistar seu 21º título de Grand Slam no Aberto da Austrália, que começa na segunda-feira (17).

Djokovic foi autorizado a deixar o centro de detenção onde estava detido no sábado e assistiu à audiência de quatro horas online dos escritórios de seus advogados em Melbourne.

O tenista número 1 do mundo, Novak Djokovic, diz que respeita o veredicto e está se preparando para deixar o país sem jogar. “Estou muito desapontado com a decisão do tribunal de rejeitar meu recurso contra a decisão do ministro de cancelar meu visto”, escreveu o jogador. “Respeito a decisão do tribunal e vou cooperar com as autoridades competentes em relação à minha saída do país”, acrescentou.

Em suas conclusões no tribunal, o ministro da Imigração, Alex Hawke, argumentou que a presença de Djokovic no país era “provavelmente um risco à saúde”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui