Investidores de Campos entram na Justiça contra empresa de bitcoins e pedem devolução de dinheiro

0
136

A imagem mostra o dinheiro apreendido na casa de Glaidson

Investidores de Campos iniciaram processos judiciais contra a empresa G.A.S Consultoria Bitcoin, que tem sede em Cabo Frio e que era administrada por Glaidson Acácio dos Santos, que foi preso no dia 25 de agosto por suspeita de fraude envolvendo bitcoins.

O advogado Jefferson Almeida representa dez antigos clientes da G.A.S. Todos eles buscam a rescisão contratual com a empresa, após não receberem o retorno financeiro prometido. Os clientes de Jefferson investiram valores considerados de pequeno a médio porte, indo dos R$ 5 mil aos R$ 20 mil.

“Vamos supor que você investisse R$ 10 mil, você teria 10% daqueles 10 mil reais mensalmente. A partir do momento que aqueles 10% não é cumprido, isso gera o direito de rescisão unilateral do contrato, ou seja, gera ao cliente o dinheiro de volta. Até no contrato tem uma cláusula por parte da G.A.S que fala sobre isso, que se você não cumprir o contrato, você gera a rescisão. Foi isso o que aconteceu”, explica Jefferson Almeida.

Dos dez clientes que entraram na Justiça, quatro já conseguiram liminares favoráveis para garantir a devolução do dinheiro. De acordo com os investidores, a empresa suspendeu os pagamentos após os desdobramentos da Operação Kryptos, realizada pela Polícia Federal em agosto e que culminou na prisão de Glaidson, que é investigado por crimes contra o sistema financeiro, além de organização criminosa e lavagem de dinheiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui