Julho 21, 2024

Foto: Reprodução/Rede Sociais

O Governo do Estado do Rio de Janeiro informou que foram confirmados mais dois casos de Influenza Aviária (H5N1) em aves silvestres migratórias que foram encontradas em São João da Barra. Com esses registros, o total subiu para cinco no estado.

Todas são da espécie trinta-réis-de-bando (Thalasseus acuflavidus). Até o momento, não há contaminação de pessoas. As secretarias de Estado de Saúde (SES-RJ) e de Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento (Seappa) do Rio de Janeiro acompanham as ocorrências e orientam a população a não tocar em aves silvestres com sinais de doença e acionar o serviço de vigilância sanitária.

Dos cinco casos no estado, três ocorrem em São João da Barra. Os outros dois registros foram confirmados no município do Rio de Janeiro e em Cabo Frio. A SES-RJ e a Seappa emitiram nota técnica aos 92 municípios fluminenses orientando sobre o manejo adequado de aves silvestres. Ele só pode ser feito por profissionais habilitados e com uso de EPIs (Equipamentos de Proteção Individual).

Técnicos da Vigilância em Saúde da SES-RJ ressaltam que não há motivos de preocupação para a população sobre epidemia de H5N1, pois no momento não há transmissão direta, de pessoa para pessoa. É importante lembrar que a doença não é transmitida pelo consumo de carne de aves e nem de ovos. As infecções humanas pelo vírus da Influenza Aviária ocorrem por meio do contato direto com aves infectadas (vivas ou mortas).

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *